Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdm.ufmt.br/handle/1/1186
Tipo documento: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Relações Ca e Mg no desenvolvimento da soja e características químicas do solo
Autor(es): Chapla, Marcos Vinicius
Orientador(a): Lange, Anderson
Coorientador: Machado, Rogério Alessandro Faria
Membro da Banca: Lange, Anderson
Membro da Banca: Machado, Rogério Alessandro Faria
Membro da Banca: Vieira, Carlos Vinicio
Resumo : O desenvolvimento e desempenho produtivo das culturas agrícolas em solos ácidos e com baixa saturação de bases pode ser limitadoem virtude da deficiência de elementos como Ca e Mg, mostrando resposta à adição de corretivos que contenham tais nutrientes. Não está claramente estabelecido ainda a partir de que proporção destes elementos no solo começam a ocorrer problemas nutricionais nas plantas. Diante do exposto, o objetivo deste estudo foi avaliar a influência de relações Ca:Mg no solo no desenvolvimento e produção da soja e características químicas do solo.. O experimento foi realizado em casa de vegetação da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), em Sinop-MT. O solo utilizado foi classificado como Latossolo Vermelho-Amarelo distrófico, cujas características químicas do solo antes da instalação foram: pH = 4,37; Ca = 0,31 cmolc dm-3; Mg = 0,27 cmolc dm-3; Al = 0,7 cmolc dm-3; K = 0,08 cmolc dm-3; V = 6,69%. Utilizou-se o cultivar comercial de soja(Glycine max L.) cv. TMG 132, em delineamento inteiramente casualizado, com seis tratamentos e cinco repetições, em vasos de 15 dm-3. Os tratamentos foram variações na relação Ca:Mg no solo, por meio da combinação de doses de calcário calcitico e dolomitico, com dose final de 8 ton ha-1. As relações estudadas foram 1:1, 2:1,3:1, 4:1, 5:1 e 6:1. Cada parcela experimental foi constituída por um vaso com três plantas. Foram avaliados altura de plantas, altura de inserção 1ª vagem, diâmetro do caule, número de grãos por planta, peso da massa seca de raiz, peso da massa seca da parte aérea, relação parte aérea: raiz, número de vagens com 1, 2 e 3 grãos, número de vagens por planta, massa de 1000 grãos, produção, soma de bases, saturação por bases, CTC efetiva, Ca+Mg no solo, pH em água, H+Al, concentração de K, P, Ca, Mg no solo e concentração de Ca e Mg na planta. Concluiu-se que a relação 5:1 de Ca:Mg no solo apresentou-se superior aos demais nas características morfológicas das plantas, enquanto nos componentes de produção o tratamento 2:1 apresentou as maiores médias e nas características do solo, quanto menor a relação melhores as condições do solo.
Resumo em lingua estrangeira: The development and production performance of agricultural crops acids and bases with low saturation soil may be limited due to the deficiency of elements such as Ca and Mg, showing response to the addition of lime containing such nutrient. There is clearly still established from what proportion of these elements in the soil nutritional problems begins to occur in plants. Given the above, the objective of this study was to evaluate the influence of Ca:Mg in the soil in the development and production of soybean and soil chemical characteristics .. The experiment was conducted in a greenhouse at the Federal University of Mato Grosso (UFMT) Sinop -MT. The soil used was classified as Red-Yellow Latosol, whose chemical characteristics of the soil prior to installation were: pH = 4.37; Ca = 0.31 cmolc dm-3; Mg = 0.27 cmolc dm-3; Al = 0.7 cmolc dm-3; K = 0.08 cmolc dm-3; V = 6.69%. It used commercial soybean cultivar (Glycine max L.). TMG 132, in a completely randomized design with six treatments and five replications in pots of 15 dm-3. The treatments were variations in the Ca:Mg ratio on soil by a combination of both calcitic and dolomitic limestone doses with a final dose of 8 ton ha-1. The relationships studied were 1:1, 2:1,3:1, 4:1, 5:1 and 6:1. Each experimental plot consisted of a vase with three plants. plant height were evaluated, then insert one pod, stem diameter, number of grains per plant, weight of the dry mass of root, the shoot dry mass weight, shoot ratio: root, number of pods with 1, 2 and 3 grains, number of pods per plant, weight of 1000 grain production, sum of bases, base saturation, effective CTC, Ca+Mg in the soil, pH, H+Al, concentration of K, P, Ca, mg in the soil and concentration of Ca and mg in the plant. It was concluded that the 5:1 ratio of Ca:Mg in the soil was superior to the other in the morphological characteristics of plants, while the production of components treatment 2:1 had the highest average and soil characteristics, the lower the relative best soil conditions.
Palavra-chave: Relação Ca/Mg
Desenvolvimento
Glycine max.
Palavra-chave em lingua estrangeira: Ca and Mg ratio
Development
Glycine max.
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUS - Sinop
Departamento: Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais (ICAA) – Sinop
Programa: Agronomia - CUS
Referência: CHAPLA , Marcos Vinicius. Relações Ca e Mg no desenvolvimento da soja e características químicas do solo. 2016. 30f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Agronomia) – Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Ciências Agrárias e Ambientais, Sinop, 2016.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdm.ufmt.br/handle/1/1186
Data defesa documento: 29-Sep-2016
Aparece na(s) coleção(ções):Agronomia - Sinop

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC-2016-MARCOS VINICIUS CHAPLA.pdf653.24 kBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.