Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdm.ufmt.br/handle/1/1233
Tipo documento: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Educação Inclusiva e o Ensino de Geografia : uma perspectiva por meio da Cartografia Tátil
Autor(es): Medeiros, Mariana Inácio de
Orientador(a): Baldan, Merilin
Membro da Banca: Baldan, Merilin
Resumo : A presente pesquisa, de natureza teórica, de cunho bibliográfico e documental, tem como tema a discussão da inclusão de deficientes visuais no ensino de geografia, em especial no que se refere à cartografia. Destaca-se a importância da educação inclusiva e na adoção de metodologias de ensino, técnicas e materiais que possibilitem aos estudantes/educandos a apropriação do conhecimento científico da geografia e a sua transposição para a vida cotidiana. Os conhecimentos geográficos e cartográficos devem iniciar-se na educação desde a mais tenra idade, uma vez que a compreensão dos conceitos geográficos é requisito fundamental para os seres humanos, pois desenvolve a capacidade de perceber a realidade e a constituir a sua cidadania, de modo a exercer um papel ativo na sociedade. Além disso, essas ciências são responsáveis por possibilitar as pessoas se localizarem no espaço, de modo que possam transitar no ambiente autonomamente. O recorte da pesquisa sobre a deficiência visual e a escolha pela cartografia tátil se deve à justificativa de ser a deficiência com maior incidência na sociedade brasileira, de acordo com o IBGE e o PNS, em 2013. Os desafios da inclusão e da escolha por metodologias, técnicas e materiais de ensino se impõem ao processo de ensino aprendizagem da geografia e da cartografia. Sendo assim, o objetivo geral deste trabalho é compreender a importância da inclusão dos deficientes visuais e as suas implicações no ensino da geografia. Nesse sentido, a pesquisa está organizada em sete seções, contemplando memorial, introdução, desenvolvimento, considerações e referências bibliográficas. O desenvolvimento compõe-se de três seções que correspondem, respectivamente, a abordagem da educação inclusiva, da especificidade da deficiência visual e a compreensão da cartografia tátil. A pesquisa inicial permite demonstrar a importância da cartografia tátil a fim de garantir uma educação inclusiva aos estudantes com deficiência visual, garantindo assim a apropriação dos conceitos de geografia e de cartografia.
Resumo em lingua estrangeira: The present research, of a theoretical nature, with a bibliographical and documentary character, has as its theme the discussion of the inclusion to the visually impaired in the teaching of geography, especially with regard to cartography. The importance of inclusive education and the adoption of teaching methodologies, techniques and materials that enable students to appropriate the scientific knowledge of geography and its transposition into everyday life. Geographical and cartographic knowledge must begin in education from an early age, since the understanding of the concepts of geography is fundamental for human beings, because they develop the capacity to perceive reality and to constitute their citizenship, in order to active role in society. In addition, these sciences are responsible for enabling people to locate in space, so they can transit in the environment autonomously. The cut in research on visual impairment and the choice of tactile cartography is should to the fact that it is the most prevalent deficiency in Brazilian society, according to the IBGE and PNS, in 2013. The challenges of inclusion and choice by methodologies, techniques and teaching materials are imposed on the learning process of geography and cartography. Therefore, the general objective of this work is to understand the importance of the inclusion to the visually impaired and its implications in the teaching of geography. In this sense, the present research is organized in seven sections, contemplating memorial, introduction, development, considerations and bibliographical references. Development consists of three sections that correspond respectively to the approach of inclusive education, the specificity of visual impairment and the understanding of tactile mapping. The initial research allows demonstrating the importance of tactile mapping in order to guarantee an inclusive education for students with visual impairment, thus ensuring the appropriation of the concepts of geography and cartography.
Palavra-chave: Educação inclusiva
Deficiência visual
Geografia
Cartografia tátil
Palavra-chave em lingua estrangeira: Inclusive education
Visual impairment
Geography
Tactile cartography
CNPq: CNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUR - Rondonopólis
Departamento: Instituto de Ciências Humanas e Sociais (ICHS) – Rondonópolis
Programa: Pedagogia - CUR
Referência: MEDEIROS, Mariana Inácio de. Educação Inclusiva e o Ensino de Geografia: uma perspectiva por meio da Cartografia Tátil. 2019. 62 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Pedagogia) – Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Ciências Humanas e Sociais, Rondonópolis, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdm.ufmt.br/handle/1/1233
Data defesa documento: 25-Mar-2019
Aparece na(s) coleção(ções):Pedagogia - Rondonópolis

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC_2019_Mariana Inácio de Medeiros.pdf482.69 kBAdobe PDFVer/Abrir
Autorização_Mariana Inácio de Medeiros.pdf820.25 kBAdobe PDFVer/Abrir    Request a copy


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.