Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdm.ufmt.br/handle/1/1430
Tipo documento: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Avaliação do comportamento social dos bovinos confinados em diferentes tamanhos de lotes
Autor(es): Almeida, Camila Nascimento de
Orientador(a): Benez, Fernanda Macitelli
Membro da Banca: Benez, Fernanda Macitelli
Membro da Banca: Cabral, Carlos Eduardo Avelino
Membro da Banca: Ayres, Denise Rocha
Resumo : O objetivo desse estudo foi avaliar o comportamento social de bovinos confinados em três tamanhos de lote. Foram utilizados 1440 bovinos nelore machos inteiros, com 18 meses de idade e 294 kg de peso vivo, subdivididos aleatoriamente em três tratamentos, sendo TL80 (grupo com 80 animais), TL160 (grupo com 160 animais) e TL240 (grupo com 240 animais). O comportamento social foi avaliado por meio de contagem do número de ocorrências dos comportamentos sociais negativos: cabeçadas com deslocamento (CD), tentativas de monta (TM), brigas (BR); e do comportamento social positivo: “head-play” (HP). As avaliações ocorreram a até 10 metros do cocho entre às 7h00min e 11h00min e entre às 15h00min e 17h00min, com intervalos de dois dias nas duas primeiras semanas e depois quinzenalmente. Para as análises das variáveis de comportamento social utilizou-se a frequência de ocorrência das respectivas categorias a cada 30 minutos e os dados foram divididos de acordo com o período, sendo: período de adaptação (até o 120 dia), período pós adaptação (120 ao último dia) e período do dia (manhã e tarde). No período de adaptação observou-se efeito significativo do dia de confinamento somente na frequência de TM. No período após a adaptação os animais do TL240 permaneceram com maior frequência de ocorrência de TM (3,02; Erro padrão máximo (SEM) = 0,34) se comparado com os animais do TL80 (1,14; SEM = 0,34) e TL160 (1,13; SEM = 0,34). Não houve diferença entre os tratamentos quanto a HP (1,87; SEM = 0,46). O período do dia (PD) teve efeito sob a variável TM (4,80 e 3,39; SEM = 0,43 para o período da tarde e manhã, respetivamente). Bovinos confinados em lotes de 80 e 160 animais apresentam menor frequência de ocorrência de comportamentos sociais negativos, assim como os estabilizam mais rapidamente ao longo do tempo, o que tem efeito direto no bem-estar dos animais.
Resumo em lingua estrangeira: The aim of this study was to evaluate the social behavior of feedlot cattle finished in three different group sizes. The animals (1440 Nelore with 20 months of age weighing 294 kg) were subdivided into three treatments according to group size, namely TL80 (group with 80 animals), TL160 (group with 160 animals) and TL240 (group with 240 animals). Social behavior was assessed by counting the frequency of occurrence of negatives social behaviors as head displacement (HD), mount (MO), fights (FI) and a positive social behavior as head play (HP). Evaluations took place up to 10 meters from the trough between 7:00 and 11:00 and between 15:00 and 17:00h, with two-day intervals in the first two weeks and then biweekly. For the analysis of social behavior variables, the frequency of occurrence of the respective categories was used every 30 minutes and the data were divided according to the period, as follows: adaptation period (first 15 days), post adaptation period (after 15 days until the end of the experimental period) and period of day (morning and afternoon). To evaluate the effects of treatment on behaviors, the PROC MIXED command was used in a repeated measurement analysis over the days. Comparisons between means were adjusted by the Tukey test and the results were considered significant when P < 0.05. During the adaptation period, a significant effect of the confinement day was observed only on the TM frequency. In the period after adaptation, TL240 animals remained with a higher frequency of TM occurrence (3.02; SEM = 0,34) when compared to TL80 (1.14; SEM = 0,34) and TL160 (1.13; SEM = 0,34) wich did not differ from each other and lower mean HP (1.87; SEM = 0,46) when compared to animals from TL80 (3.35; SEM = 0,46) and TL160 (2.37; SEM = 0,46), which also did not differ from each other. The day period had an effect on the TM variable (4.80 and 3.39; SEM = 0,43, for the afternoon and morning, respectively). Cattle confined in groups of 80 and 160 animals have a lower frequency of negative social behaviors and stabilize them more rapidly over the time.
Palavra-chave: Bem-estar animal
Confinamento
Palavra-chave em lingua estrangeira: Animal welfare
Feedlot
CNPq: CNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::ZOOTECNIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUR - Rondonopólis
Departamento: Instituto de Ciências Agrárias e Tecnológicas (ICAT) – Rondonópolis
Programa: Zootecnia - CUR
Referência: ALMEIDA, Camila Nascimento de. Avaliação do comportamento social dos bovinos confinados em diferentes tamanhos de lotes. 2019. 25 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Zootecnia) – Universidade Federal de Mato Grosso, Instituto de Ciências Agrárias e Tecnológicas, Rondonópolis, 2019.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdm.ufmt.br/handle/1/1430
Data defesa documento: 8-Aug-2019
Aparece na(s) coleção(ções):Zootecnia - Rondonópolis

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
2019_TCC_Camila Nascimento de Almeida.pdf492.37 kBAdobe PDFVer/Abrir
Autorizações_Camila Nascimento de Almeida.pdf755.84 kBAdobe PDFVer/Abrir    Request a copy


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.