Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdm.ufmt.br/handle/1/2488
Tipo documento: Artigo
Título: Investigação do alcance das competências colaborativas no programa PET/saúde - interprofissionalidade durante a pandemia da COVID-19
Autor(es): Fuzeti, Heli Marcos Freitas
Orientador(a): Suchara, Eliane Aparecida
Membro da Banca: Suchara, Eliane Aparecida
Membro da Banca: Massmann, Patricia Fernandes
Membro da Banca: Pereira, Queli Lisiane Castro
Resumo : Educação Interprofissional em Saúde (EIP) constitui uma estratégia induzir a formação interprofissionalidade e desenvolver a prática colaborativa e está cada vez mais incorporada em programas de formação de profissionais de saúde. Objetivo: Descrever as competências colaborativas desenvolvidas a partir das atividades indutoras da educação interprofissional no PET/Saúde Interprofissionalidade na atenção básica de Pontal do Araguaia -MT. Metodologia: Tratase de um estudo de abordagem quantitativa, baseado em ação desenvolvida no transcorrer da execução do PET-Saúde Interprofissionalidade, no ano de 2020. Para a coleta de dados foi utilizado a escala Likert elaborada pelos pesquisadores e um questionário com questões sociodemográficas. Participaram discentes e docentes dos cursos da área de saúde da Universidade Federal de Mato Grosso, Campus Araguaia e servidores da atenção básica de Pontal do Araguaia. Resultado e Discussão: Participaram do estudo 29 (54,7%) discentes, 15 (28,3%) preceptores e 9 (17%) tutores. Houve predominância de jovens 31(58,5%) do sexo feminino 37(69,8%). Todas as competências colaborativas foram desenvolvidas durante o programa. Destacam-se o funcionamento da equipe, clareza de papeis e liderança colaborativa com os maiores percentuais (acima de 77%) de concordância. As medidas restritivas impostas pelo cenário pandêmico, não impediram, porém, influenciaram o desfecho das competências comunicação interprofissional, atenção usuário centrada e resolução de conflitos, devido a impossibilidade de proporcionar momentos de troca de ideias e experiências de forma presencial. Conclusão: As atividades indutoras promovidas pela educação interprofissional e desenvolvidas na atenção básica possibilitaram o desenvolvimento das competências colaborativas.
Resumo em lingua estrangeira: Interprofessional Health Education (IPE) is a strategy to induce interprofessionality and develop collaborative practice and is increasingly incorporated into training programs for health professionals. Objectives: To describe the collaborative competencies developed from the activities inducing interprofessional education at PET-Saúde / Interprofessionality in primary care in Pontal do Araguaia – MT. Methodology: This is a study with a quantitative approach, based on action developed during the execution of the PET-Saúde / Interprofessionality. For data collection, the Likert scale developed by the researchers and a questionnaire with sociodemographic questions were used. Students and professors from the courses in the health area of the Federal University of Mato Grosso, Campus Araguaia and also preceptors of the Municipal Health Department of Pontal do Araguaia participated. Results and Discussion: Of the total of 56 participants in the PET Health, 53 (94.6%) participated in the study, 29 (54.7%) were students, 15 (28.3%) were preceptors and 9 (17%) were tutors. There was a predominance of young people aged 15-29 years (58.5%) and females (69.8%). All collaborative competencies were developed during the program. Team functioning, clarity of roles and collaborative leadership stand out with the highest percentages (above 77%) of agreement. The restrictive measures imposed by the pandemic scenario did not prevent, but influenced the outcome of competencies, interprofessional communication, user-centered care and conflict resolution, due to the impossibility of providing moments of exchange of ideas and experiences in person. Conclusion: The inducing activities promoted by interprofessional education and developed in primary care, even in atypical period and with the use of non-face-to-face activities, enabled the development of collaborative competencies.
Palavra-chave: Relações Interprofissionais
Comunicação Interdisciplinar
Atenção Primária à Saúde
Sistema Único De Saúde
Palavra-chave em lingua estrangeira: Interprofessional Relations
Interdisciplinary Communication
Primary Health Care
Brazilian Unified Health System
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FARMACIA
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUA - Araguaia
Departamento: Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde (ICBS) – Araguaia
Programa: Farmácia - CUA
Referência: FUZETI, Heli Marcos Freitas. Investigação do alcance das competências colaborativas no programa PET/saúde - interprofissionalidade durante a pandemia da COVID-19. 2022. 31 f. Monografia (Bacharelado em Farmácia) - Instituto de Ciências Biológicas e da Saúde, Universidade Federal de Mato Grosso, Barra do Garças, 2022.
Tipo de acesso: Acesso Restrito
URI: http://bdm.ufmt.br/handle/1/2488
Data defesa documento: 7-Jul-2022
Aparece na(s) coleção(ções):Farmácia - Araguaia

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC_Heli_marcos_F_Fuzetti.pdf566.53 kBAdobe PDFVer/Abrir    Request a copy


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.