Use este identificador para citar ou linkar para este item: http://bdm.ufmt.br/handle/1/679
Tipo documento: Trabalho de Conclusão de Curso
Título: Sensibilidade hepática e muscular à insulina e as repercussões sobre o perfil de glicose e de lipídios séricos em ratas prenhes submetidas à restrição proteica na vida intrauterina e na lactação e recuperadas após o desmame
Autor(es): Almeida, Jane
Orientador(a): Latorraca, Márcia Queiroz
Membro da Banca: Latorraca, Márcia Queiroz
Membro da Banca: Reis, Marise Auxiliadora de Barros
Membro da Banca: Arantes, Vanessa Cristina
Resumo : A gravidez normal é classicamente descrita como um estado de resistência à insulina acompanhado de alterações no metabolismo de carboidratos e de lipídios com a finalidade de suprir as necessidades nutricionais do feto. Por outro lado, a restrição proteica em fases críticas do desenvolvimento tem sido associada a alterações metabólicas que resultam no surgimento de doenças metabólicas como diabetes e dislipidemias na vida adulta. Assim, o presente estudo teve o objetivo de avaliar a sensibilidade hepática e muscular à insulina e as repercussões sobre o perfil sérico de glicose e de lipídios de ratas prenhes submetidas à restrição proteica na vida intrauterina e na lactação e recuperadas após o desmame. Ratas adultas, prenhes e não prenhes, foram submetidas à dieta normoproteica (17% de proteína) ou hipoproteica (6% de proteína) desde a vida fetal até a vida adulta ou foram submetidas à restrição proteica na vida fetal e neonatal e recuperadas após o desmame. O ISI hepático foi maior nos grupos recuperados em relação aos grupos hipoproteicos e controles. A prenhez aumentou o ISI hepático, e diminuiu o ISI muscular independente do estado nutricional. A glicemia de jejum foi maior nos grupos recuperados em relação aos grupos hipoproteicos. Esses grupos apresentaram glicemias de jejum similares aos grupos controles. Nas ratas prenhes, a glicemia e a insulinemia de jejum foram maiores em relação às não prenhes. No estado alimentado, a glicemia foi menor e a insulinemia foi maior nos grupos prenhes, em comparação aos grupos não prenhes, independente do estado nutricional. Ratas dos grupos recuperados apresentaram área sob a curva de glicose maior em relação aos ratos dos grupos hipoproteicos e controles, independente do estado fisiológico. O grupo recuperado prenhe apresentou aumento do HDL e concentração de traiacilglicerol bem como razões de TG/HDL e CT/HDL inalteradas em relação ao grupo recuperado não prenhe. Por outro lado, grupo controle prenhe exibiu aumento da concentração de triacilglicerol e VLDL, redução da concentração de HDL, e, consequentemente, razões TG/HDL e CT/HDL marcadamente elevadas em relação ao grupo controle não prenhe. A concentração de colesterol total foi aumentada nos grupos prenhes indistintamente. Assim, os resultados indicam que ratas recuperadas da desnutrição em fases iniciais são protegidas do perfil aterogênico típico da prenhez normal, sendo esta proteção independente da ação da insulina.
Resumo em lingua estrangeira: Normal pregnancy is classically described as a state of insulin resistance accompanied by alterations in metabolism of carbohydrates and lipids in order to attend the nutritional needs of the fetus. On the other hand, protein restriction at critical stages of development has been associated with metabolic diseases such as diabetes and dyslipidemias in adult life. Thus, the present study aimed to evaluate the hepatic and muscular insulin sensitivity and the repercussions on serum glucose and lipid profile in pregnant rats exposed to protein restriction during intrauterine life and lactation and recovered after weaning. Adult rats, pregnant and non-pregnant, were submitted to a normoprotein (17% protein) or hypoprotein (6% protein) diet since fetal life until adulthood or were submitted to a restriction protein in fetal and neonatal life and recovered after weaning. Hepatic ISI was higher in the recovered groups than in the hypoproteic and control groups. Pregnancy increased hepatic ISI, and decreased muscle ISI independent of nutritional status. Fasting glycemia was higher in the recovered groups than in the hypoproteic groups. These groups showed fasting glycemia higher than the control. In pregnant rats, glycemia and fasting insulinemia were higher than non-pregnant rats. In the fed state, glycemia was lower and insulinemia was higher in pregnant groups, compared to non-pregnant groups, independent of nutritional status. Rats from the recovered groups presented an area under the glucose curve higher in relation to the rats of the hypoproteic and control groups, regardless of the physiological state. The pregnant recovered group had an increase in HDL and unchanged concentration of tracilglycerol as well as the TG / HDL and CT / HDL ratios compared to the non-pregnant recovered group. On the other hand, the control group exhibited an increased in the concentration of triacylglycerol and VLDL, decreasing in the concentration of HDL, and, consequently, the categories TG / HDL and CT / HDL. The total cholesterol concentration was increased in the pregnant groups indistinctly. Thus, the results indicate that rats recovered from malnutrition in the early stages are protected from the typical atherogenic profile of normal pregnancy, this protection being independent of the action of insulin.
Palavra-chave: Gravidez
Restrição proteica
Sensibilidade a insulina
Perfil lipídico
Palavra-chave em lingua estrangeira: Pregnancy
Protein restriction
Insulin sensitivity
Lipid profile
CNPq: CNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::NUTRICAO
Idioma: por
País: Brasil
Instituição: Universidade Federal de Mato Grosso
Sigla da instituição: UFMT CUC - Cuiabá
Departamento: Faculdade de Nutrição (FANUT)
Programa: Nutrição - CUC
Referência: ALMEIDA, Jane. Sensibilidade hepática e muscular à insulina e as repercussões sobre o perfil de glicose e de lipídios séricos em ratas prenhes submetidas à restrição proteica na vida intrauterina e na lactação e recuperadas após o desmame. 2018. 30 f. Trabalho de Conclusão de Curso (Graduação em Nutrição) – Universidade Federal de Mato Grosso, Faculdade de Nutrição, Cuiabá, 2018.
Tipo de acesso: Acesso Aberto
URI: http://bdm.ufmt.br/handle/1/679
Data defesa documento: 5-Oct-2018
Aparece na(s) coleção(ções):Nutrição - Bacharelado

Arquivos deste item:
Arquivo Descrição TamanhoFormato 
TCC_2018_Jane Almeida.pdf1.35 MBAdobe PDFVer/Abrir


Os itens no repositório estão protegidos por copyright, com todos os direitos reservados, salvo quando é indicado o contrário.